Home / Geral / Papa fala de sua viagem aos Emirados Árabes: “surpresa de Deus”

Papa fala de sua viagem aos Emirados Árabes: “surpresa de Deus”

 

Entre os momentos vividos na primeira vez de um Papa na península arábica, Francisco pontuou a assinatura do documento sobre fraternidade humana

Da Redação, com Boletim da Santa Sé

Papa Francisco recorda momentos vividos nos Emirados Árabes; essa foi a primeira vez de um Papa na península arábica / Foto; Reprodução Youtube – Vatican News

Uma viagem breve, mas muito importante, que escreveu uma nova página na história do diálogo entre cristianismo e islamismo e no compromisso de promover a paz no mundo. Assim o Papa Francisco descreve sua recente viagem a Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes, ao encontrar-se com os fiéis na Sala Paulo VI nesta quarta-feira, 6, na tradicional catequese.

Ele esteve no país de 3 a 5 de fevereiro. Essa foi a primeira vez de um Papa na península arábica. Francisco observou também que a viagem aconteceu 800 anos depois da visita de São Francisco de Assis ao Sultão al-Malik al-Kamil.

“Pensei muitas vezes em São Francisco durante esta viagem: ajudava-me a ter no coração o Evangelho, o amor de Jesus Cristo, enquanto eu vivia os vários momentos da visita; no meu coração estava o Evangelho de Cristo, a oração ao Pai por todos os seus filhos, especialmente pelos mais pobres, pelas vítimas da injustiça, da guerra, da miséria…; a oração para que o diálogo entre Cristianismo e Islamismo seja um fator decisivo para a paz no mundo de hoje”.

O Santo Padre renovou o agradecimento às autoridades dos Emirados Árabes, que o acolheram com cortesia. Ele recordou um dos momentos marcantes da viagem: a assinatura, junto ao Grande Imã de Al-Azhar, de um documento sobre fraternidade humana, no qual eles condenam toda forma de violência, especialmente a que é revestida de motivações religiosas.

“Em uma época como a nossa, em que há uma forte tentação de ver um choque entre as civilizações cristãs e islâmica, e também de considerar as religiões como fontes de conflito, quisemos dar um sinal, claro e decisivo, de que, em vez disso, é possível encontrar-se, é possível respeitar-se e dialogar, e que, apesar da diversidade de culturas e tradições, o mundo cristão e o mundo islâmico valorizam e protegem valores comuns: a vida, a família, o sentido religioso, a honra para os idosos, educação dos jovens e outros”.

Francisco não deixou de mencionar seu encontro com a comunidade católica local, em sua visita à Catedral de São José e depois na Santa Missa presidida por ele ontem no estádio Zayed. Cerca de 180 mil pessoas participaram da celebração, grande parte delas também do lado de fora do estádio, que tinha capacidade para cerca de 40 mil pessoas. “Rezamos, de modo particular, pela paz e a justiça, com especial intenção pelo Oriente Médio e pelo Iêmen”.

“Queridos irmãos e irmãs, esta viagem pertence às ‘surpresas’ de Deus. Louvemos, portanto, a Ele e à sua providência, e rezemos para que as sementes lançadas deem frutos segundo a sua vontade”, concluiu o Papa.

 

 

O post Papa fala de sua viagem aos Emirados Árabes: “surpresa de Deus” apareceu primeiro em Notícias.

Acesse a Fonte da Publicação


Link Curto: https://wp.me/p9RHJw-1dc

Verifique também

Papa exorta fiéis a iniciarem a Quaresma pedindo “a graça da memória”

  Durante homilia desta quinta-feira, 7, Francisco aconselhou os cristãos a não voltarem atrás e …

Deixe uma resposta

X