Home / Testemunho / A Mensageiros da Boa Nova na minha vida

A Mensageiros da Boa Nova na minha vida

Há um bom tempo ouvia falar da comunidade Mensageiros da Boa Nova. Me lembro da barraquinha da comunidade, sempre presente nos inúmeros Vinde e Vedes que estive presente. Ouvia falar do Padre Vandaike, seu fundador e diretor espiritual. Mas minha relação com a Mensageiros mudou significativamente a partir de uma experiência, junto com minha esposa, quando juntos participamos de uma acampamento para casais em janeiro deste ano.

Tudo começou a partir de um simples convite, feito a nós por um casal muito querido, para que participássemos do acampamento para casais Restaurados no Amor. Este casal havia vivenciado a experiência do acampamento, com o qual estavam encantados. Confesso que num primeiro momento dei o meu sim, mais pelo “oba oba” do momento, visto que estávamos em uma confraternização com outros casais amigos. Naquele momento os quatro casais convidados haviam se comprometido a participar daquele acampamento e o combinado era que todos participassem.

Passado o calor do momento em que o convite foi feito, as coisas esfriaram. Por diversas razões e situações todos os casais amigos que foram convidados desistiram do acampamento. Seja por problemas no trabalho, por questões pessoais ou por outros motivos, a verdade é que apenas eu e minha esposa, de fato, confirmamos aquele sim que havíamos dado, mesmo que sem muita empolgação, há meses atrás. Era a hora de preencher a ficha de inscrição e confirmar nossa presença.

E como Deus é surpreendente! Se aproveitou de um momento propício para que o tal convite chegasse até mim, provavelmente com a ciência de que, em outras circunstâncias, eu não o aceitasse. Pois bem! Foram três dias inesquecíveis! As experiências vividas naquele sítio abençoado, onde a presença do Espírito Santo de Deus é inquestionável, ficarão para sempre na minha memória. Ensinamentos para a vida, momentos intensos de oração que eu jamais havia experimentado. Mesmo que não estivesse afastado da Igreja num todo, também não sentia parte dela. Havia me tornado um “cristão de banco”, daqueles que participam das missas eventualmente aos domingos.

Na terça-feira seguinte decidimos comparecer ao tal Grupo de Orações para Casais, do qual haviam falado no acampamento. Mais uma vez me encantei com a comunidade diante da simplicidade, da acolhida e da espiritualidade. A identificação foi imediata e o meu envolvimento inevitável. A Mensageiros passou a ser parte da minha vida. Aquelas pessoas que há pouco tempo eu enxergava como simples colegas de acampamento de casais, passaram a ser amigos em Cristo, irmãos de caminhada. Hoje compomos uma grande família. A grande e abençoada família Mensageiros da Boa Nova!

Hoje tenho a certeza de que não sou o mesmo homem que era há alguns meses atrás, como sei que estou muito longe do que Deus almeja para minha vida. Preciso melhorar enquanto ser humano, esposo e pai. Que preciso deixar Deus agir em minha vida. Permitir que Ele ocupe o espaço que eu preenchi com coisas fúteis e passageiras. Mas sei também que se trata de um processo gradativo, que não estou disposto a deixar a graça passar, que quero que Deus esteja a frente da minha vida, da minha família, do meu lar. Hoje louvo a Deus pela vida do Padre Vandaike e agradeço por ter colocado a Mensageiros da Boa Nova em minha vida, desejoso de poder contribuir com esta obra divina e abençoada.

Vinicius Andrade


Link Curto: https://wp.me/p9RHJw-f3

Deixe uma resposta

X